sábado, 5 de novembro de 2011

O SER FELIZ

Felicidade é um tema muito abstrato pois esse conceito pode variar de uma pessoa para outra, mas acredito que a felicidade é algo que podemos alcançar todos os dias. Eu o encorajo a fixar seus olhos em Deus e nele encontrarás paz, alegria e força em meio as situações da vida.

Existe um provérbio chinês que diz: "U
ma felicidade dispersa mil tristezas", tenha uma atitude positiva e "curta" todos as fases de sua existência pois elas serão únicas. 
Escrevi este simples poema que fala de felicidade e gostaria de compartilhar com vocês. 
Espero que gostem, um forte abraço!
 

O SER FELIZ (Por Carlos Santos Junior)
Estar de bem com a vida
mesmo quando ela parece
não ser muito generosa com a gente.

Ser grato mas não conformado,
ser simples, ser complicado,
ser sábio, ser sempre aprendiz,
ser gente e ser a gente mesmo.

Fazer certo, tirar lição do errado,
se desesperar sem perder a esperança.
Caminhar para o topo da montanha
sem deixar de admirar a beleza do caminho,
e de se aprimorar a cada passo da caminhada.

Não tente ser feliz, simplesmente SEJA!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Tempo de Avivamento ou Arrependimento?


Por Carlos Antonio Santos

“Naquele dia o Soberano, o Senhor dos Exércitos, os chamou para que chorassem e pranteassem, arrancassem os seus cabelos e usassem vestes de lamento. Mas, ao contrário, houve júbilo e alegria, abate de gado e matança de ovelhas, muita carne e muito vinho! E vocês diziam: "Comamos e bebamos, porque amanhã morreremos. O Senhor dos Exércitos revelou-me isso: "Até o dia de sua morte não haverá propiciação em favor desse pecado", diz o Soberano, o Senhor dos Exércitos.”
Isaías 22:12 e 13.

Essas palavras foram declaradas ao povo de Deus e cumprida aproximadamente no ano 587, quando os babilônicos invadiram e destruíram Jerusalém. Na época de se cumprir essa profecia, estas palavras de Isaías teriam ficado de pé por 114 anos, aguardando seu cumprimento. Ou seja, o Senhor os alertou por 114 anos para então executar seu juízo sobre a terra. Isso nos mostra sua paciência que atravessa gerações e seu juízo que nos corrige com pulso firme de um Pai.

Tenho pensado muito em nossa geração de cristãos no Brasil e no “tipo” de evangelho que temos vivido em nossas igrejas. E tenho chegado a conclusão que este não é um tempo de avivamento, como muitos tem pregado, mas sim um tempo de arrependimento e quebrantamento. É tempo de olharmos para dentro de nós e reconhecer nossos orgulhos, vaidades e pecados e lançá-los aos pés de Cristo. Queremos brilhar a luz num mundo em trevas mas nos escondemos na penumbra das nossas próprias vontades. Queremos tirar o cisco que está no olho do nosso irmão, e não damos conta da viga que está em nosso próprio olho.

Ao ler Isaías 22, que foi escrito num outro tempo e lugar, ouço Deus falar em meu coração que é tempo para chorar, prantear, raspar a cabeça, e usar vestes de lamento por nossa geração que cresce fora da verdadeira presença de Deus, que perece por falta de conhecimento de quem Deus é. Geração que busca no álcool, drogas e sexo uma aceitação, um amor que já foi por Deus demostrado e escancarado pela morte de Jesus Cristo na cruz do Calvário. Pois só o amor de Deus nos preenche por completo e só um relacionamento real com ELE nos faz ter razão e sentido nessa vida curta e passageira.

Mas parece que continuamos a jubilar uma falsa alegria provocada por ritmos musicais e frases de autoajuda, continuamos com o abate de gado e matança de ovelhas, sacrifícios vãos de uma lei, conjunto de regra de conduta, sem amor e sem verdade, nossa festa de muita carne e muito vinho! E pensamos: "Comamos e bebamos, porque amanhã morreremos". Ou ainda indagamos: “Que desperdício deixar de desfrutar das coisas boas da vida!”. Parece até que nossa vida termina aqui, e que não vamos estar com Jesus na eternidade.

Necessário nos é nascer da água e do Espírito e para isso precisamos morrer pra nós mesmos. "Até o dia de sua morte não haverá propiciação em favor desse pecado", diz o Soberano, o Senhor dos Exércitos.” É preciso matar nossa cobiça pelo dinheiro e bens materiais, cobiça por aceitação e reconhecimento das outras pessoas, pois em Tiago 1.14 diz: “Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido”. Que possamos despertar agora mesmo pois ainda que a misericórdia do Senhor dure mais que 114 anos, seu juízo virá e nos corrigirá pois a promessa é que Ele virá arrebatar um noiva santa, sem mancha, sem rugas, lavada no sangue do Cordeiro.
Que Deus nos ajude!
No amor e temor do Senhor – Carlos Antonio Santos.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

AO SENHOR NOSSO CANTAR

Por Carlos Antonio Santos 

 Os hinos nascem no coração de verdadeiros adoradores e não de pessoas que buscam criar um novo “hit gospel” ou dos que os fazem apenas para fazer parte de um repertório para um cd. Um verdadeiro hino flui da vida de alguém que procura descrever a pessoa de Deus de alguma forma. Nos momentos de alegria Ele é o nosso cântico de júbilo (Servi ao SENHOR com alegria; e entrai diante dele com canto - Salmos 100.2) , em meio as tribulações da vida Ele é a canção da nossa salvação(Cantai ao SENHOR um cântico novo, porque fez maravilhas; a sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a salvação. Salmos 98.1). A música foi criada por Deus com o objetivo de adorá-lo e de que o ser-humano pudesse tentar descrever com sua arte a beleza indescritível desse Maravilhoso Deus.

No Salmos 45.1 diz: “Com o coração vibrando de boas palavras recito os meus versos em honra do rei; seja a minha língua como a pena de um hábil escritor”.
Esse é um salmo feito para homenagear o casamento do rei de Israel mas é aplicado a Cristo (o noivo ungido) e a igreja (noiva sem mácula). Veja que o objetivo do compositor é HONRAR AO REI, pois o nosso rei é mui digno de louvor (Ver versículo 2), e não agradar aos outros ou buscar autopromoção. Tenho percebido, ao longo desses 9 anos que sirvo através do louvor, que na grande maioria das novas canções que cantamos em nossas igrejas falam dos nossos sentimentos, nossas promessas em Deus, nossa prosperidade … nós … nós … nós. Não que seja errado declarar quem somos em Deus, pois precisamos ser lembrados das promessas do Senhor em nós, mas se ficarmos apenas nesse nível de adoração não estaremos cumprindo o que fomos criados pra fazer: que é HONRAR AO REI. O Apóstolo Paulo em Efésios 5.19 nos ensina: Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração. Fica bem claro nesse texto que devemos cantar AO SENHOR e não a nós. Será que nossa geração têm se preocupado em homenagear ao REI JESUS, ou estamos tão perdidos em nossa “obsessão” em fazer nosso “público” se sentir bem, tornando o foco de nossas composições em nós mesmos e não na pessoa e obra de Cristo?

Salmo 45. 17 “Farei lembrado o teu nome de geração em geração; por isso os povos te louvarão eternamente.”
Proclamar o nome do Senhor Jesus é nossa principal missão, o perdido só será salvo ao conhecer Cristo pessoalmente. A canção cristã deve apontar as pessoas ao reino de Deus e faze-las olhar para Ele com esperança mesmo que estejam rodeadas por densas trevas. Precisamos ser lembrados de quem Jesus é. Como diz a letra da canção “Turn your eyes upon Jesus” escrita por Helen H. Lemmel em 1922: “Volte os seus olhos para Jesus. Contemple sua face maravilhosa e as coisas desse mundo perderão seu valor na luz de sua glória e graça”. Ao lembrarmos dele todas as coisas passageiras desse mundo em nossas vidas perdem o valor. Não há nada mais precioso que Ele. Se analisarmos o conteúdo das letras dos hinos antigos (cantor cristão e harpa) são essencialmente “cristocêntricos” e essas músicas falam profundamente aos corações de geração a geração.

Precisamos marcar a história do mundo falando e cantando sobre Cristo. Precisamos nos desprender dos nossos objetivos pessoais e focalizarmos a vontade de Deus em nossas vidas. Que possamos erguer a bandeira do reino proclamando que sua graça salvadora. Nosso tempo é chegado!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

SALMO 119 - A PALAVRA (Parte 2)

Olá meus irmãos!
Como prometido aqui está a continuação do estudo A PALAVRA, postada anteriormente, inspirada no Salmo 119 onde encontrei cincos chaves sobre o que a palavra de Deus produz em nós. Que você seja encorajado com esse estudo a se dedicar mais profundamente a leitura e estudo da Bíblia. Boa leitura!


3) A PALAVRA DE DEUS NOS FORTALECE
“A minha alma, de tristeza, verte lágrimas; fortalece-me segundo a tua palavra.” Salmos 119.28

Somos constantemente atacados por nosso inimigo em nossas próprias limitações humanas: tentações, desilusões, problemas, dores, traumas e pecados. Ela nos tenta tirar do propósito de Deus a todo custo e a qualquer preço. E uma das estratégias mais usada é a de nos enfraquecer entristecendo nossa alma, e assim, nos desmotivar de viver para Deus. Nossas emoções são os alvos mais frequentes de satanás, principalmente em nós brasileiros que somo tão emocionais. Nosso jeito emocional é uma bênção porque nos deixa mais sensíveis e quebrantados para Deus, mas se nossas emoções não forem balanceadas e fortalecidas pela palavra de Deus estaremos muito vulneráveis aos ataques das trevas. O Salmista no versículo 28 está emocionalmente abalado, no entanto, ele pede ao Senhor para fortalece-lo segundo a sua palavra. A medida que conhecemos mais da verdade da palavra de Deus somos mais fortalecidos, conhecendo mais quem é Deus, como Deus age, o que Deus nos deu e suas maravilhosas promessas para nossa vida. Não quero mais viver pelo que ver ou sentir ou achar, quero viver pelo que Deus diz através de sua palavra: Isso é viver pela fé. O Senhor ama nos fortalecer em nossas fraquezas ele tem prazer em nos ajudar, aliás Ele faz isso o tempo todo mesmo quando não podemos enxergar o seu agir em nós, com diz em Isaías 64.4: “Desde da antiguidade ainda não se viu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera.” Nos momentos de fraqueza lance sua fé sobre a palavra de Deus e Ele fortalecerá seu coração.
“Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres porque eu sou o teu Deus; e eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.”


4) A PALAVRA DE DEUS NOS FAZ SÁBIOS
“Os teus mandamentos me fazem mais sábio do que os meus inimigos; porque, aqueles, eu os tenho sempre comigo” Salmos 119.98

Se você deseja ser alguém sábio então exercite seus pensamentos a atitudes na palavra de Deus. Sabedoria é uma virtude que devemos perseguir diariamente. Jesus nos ensinou a sermos prudentes como as serpentes e simples como as pombas (Mt 10.16). O adjetivo para prudente em grego é sophos que é o mesmo para a palavra sabedoria. Creio que falta muita prudência e sabedoria no meio de nossas igrejas e em nossas vidas. Os mandamentos do Senhor nos fazem mais sábios que o mundo, porque podemos compreender as coisas no âmbito espirital é por isso que 1 Coríntios 2.6 e 7 diz: “Entretanto, falamos de sabedoria entre os maduros, mas não da sabedoria desta era ou dos poderosos desta era, que estão sendo reduzidos a nada. Pelo contrário, falamos da sabedoria de Deus, do mistério que estava oculto, o qual Deus preordenou, antes do princípio das eras, para a nossa glória.” Aqui o Apóstolo Paulo está ensinando sobre a verdadeira sabedoria que provém do ensino do Espírito Santo e no verso 13 ele completa dizendo: “Delas também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito, interpretando verdades espirituais para os que são espirituais.” Essa sabedoria só é obtida por pessoas “nascidas de novo” pelo Espírito de Deus.

É através de ouvir o que o Espírito Santo diz pela sua palavra que alcançaremos uma sabedoria espiritual para compreender o agir e o trabalhar de Deus em nossa vida, e assim, nos movermos com sua glória realizando o impossível e alcançando o inatingível.
“A relevação das tuas palavras esclarece e dá entendimento aos simples” Salmos 119.130.

5) A PALAVRA DE DEUS TRAZ PAZ

“Grande paz têm os que amam a tua lei; para eles não há tropeço.” Salmos 119.165

A palavra de Deus produz paz em nosso coração e podemos descansar e crer em suas promessas. Por tantas vezes estamos passando por terríveis situações e somos acalmados no espírito ao sermos lembrados das promessas de fidelidade e de provisão do Senhor, e então a paz Dele enche nosso interior.
Em Isaías 26.3 diz: “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti.” Nossa paz está em confiar em nosso Amado Salvador Jesus Cristo, confiar em sua incrível salvação. Podemos viajar tranquilamente pelas águas do mar da vida se Jesus está no leme de nossa embarcação, pois sabemos que Ele á capaz o suficiente para para nos guiar, seja em águas tranquilas ou em meio as tempestades. Em João 17.27, Jesus nos prometeu deixar sua paz: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” nos versículos anteriores desse mesmo capítulo ele nos promete enviar o Espírito Santo que nos revela sua palavra. Podemos ver que a paz de Deus está intrinsecamente ao exercício de crer em sua palavra.

Bom pessoal espero que o Senhor tenha falado ao seus corações assim como falou ao meu ao escrever esse estudo sobre sua palavra. Que o nosso coração seja cheio da palavra do Senhor produzindo em você liberdade, vida, força, sabedoria e paz. Um grade abraço no amor de Cristo.
                                                                       Carlos Antonio Santos

segunda-feira, 9 de maio de 2011

SALMO 119 - A PALAVRA (Parte 1)


Estou terminando de ler o maior livro da Bíblia: livro de Salmos. E é no maior livro da bíblia que se encontra o maior capítulo, que é o Salmo 119, que fala da própria palavra de Deus. Não é curioso que Deus tenha deixado o maior capítulo de sua palavra para nos ensinar sobre ela mesma?!..lindos mistérios do Senhor! Esse capítulo possui 176 versículos, é claro que este post não dará pra comentar todos mais gostaria de partilhar com vocês duas de cinco chaves a respeito do Salmo 119. Prometo postar as outras três em breve. BOA LEITURA A TODOS!

1) A PALAVRA DE DEUS NOS LIVRA DO PODER DO PECADO! “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.” Salmos 119.11

Fico pensando como existem tantas pessoas acorrentadas pelo pecado, distantes da maravilhosa vontade e comunhão do Senhor e o pior disto é que muitas dessas pessoas já são cristãs. Parece até que se esqueceram que no momento em que se aceita Jesus como Senhor e Salvador uma nova natureza se revela em nosso viver, uma natureza livre para se relacionar com Deus, uma natureza livre do poder do pecado. O Salmista do verso 133 diz: “Dirige os meus passos, conforme a tua palavra; não permitas que nenhum pecado me domine”. Aqui fica claro que somente um direcionamento através da palavra de Deus, que é o esclarecimento da vida e obra do Senhor Jesus Cristo, é que quebra o domínio do pecado em nossas vidas. Tenho visto com muita frequência a expressão “seja livre” ou “somos livres” em cultos de louvor, mas se não formos obedientes a Bíblia, nem fizermos o que nos pede o Senhor, nossa liberdade será apenas gritar e pular ao som de músicas, uma liberdade aparente que não é uma verdade em nosso dia-dia.

2) A PALAVRA DE DEUS NOS VIVIFICA! “A minha alma está pegada ao pó; vivifica-me segundo a tua palavra.” Salmos 119.25
 
A palavra de Deus é uma palavra de vida para o nosso coração. Quantas vezes nos encontramos sem vida, derrotados pelas passageiras batalhas da vida. Encontramos por diversas vezes o povo de Israel passando por terríveis batalhas, por momentos que aos olhos humanos pareciam o seu fim, mas o Senhor sempre lhes dava uma palavra de vida que trazia ânimo para vencer a guerra. Foi assim com o Rei Ezequias ao ser ameaçado e sitiado pelo rei da Síria (2 Reis 19.14-32) e é assim como cada um de nós a cada luta. É através de uma palavra de Deus que somos consolados e encorajados para permanecer firmes em meio as guerras. Precisamos ouvir de Jesus “Lázaro vem para fora!” para que ele ressuscite a nossa fé a cada nova situação.

Oro para que cada dia mais a palavra de Deus se torne mais aplicada em minha vida, creio que a partir do momento que nos dispomos a obedecer os valores dela seremos melhores servos na casa de Deus e pessoas mais alinhadas com o que o Senhor deseja realizar em nossa geração. Que através da palavra possamos encontrar verdadeira liberdade e vida. Um forte abraço e fiquem com Deus!

Carlos Antonio Santos

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Alegria

Por Carlos Antonio Santos

Devolve-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer.
(Salmos 51:12)

Estive meditando nesse versículo e Deus me deu uma direção para nossa ministração esse fim de semana. Deus me falou sobre restauração da alegria dele em nossas vidas. E estamos tão acostumados a associar nossa alegria com nossa satisfação pessoal que às vezes é quase impossível encontrar palavras louvor quando passamos por momentos difíceis. A bíblia nos ensina a nos alegrar no Senhor em todo o tempo, ela nos ensina que o motivo principal do júbilo do cristão deve estar na pessoa e obra de Jesus. Na condenação afastada pela sua cruz, na derrota do poder do inimigo sobre nós, na vida abundante que temos em Cristo e no eterno e constante amor demonstrado pelo Senhor.

Nossa alegria não deve estar centrada nas circunstâncias favoráveis mas deve estar firmada na rocha que é o Senhor Jesus. Se nos deixarmos guiar pelas situações jamais encontraremos a alegria plena pois circunstâncias são muito imprevisíveis. As circunstâncias más podem até nos entristecer mas o verdadeiro servo de Deus declara como Habacuque: “Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação.” O Senhor é nossa salvação aqui nesta terra e ainda quando nossa vida aqui se acabar, estaremos seguros com ele para todo sempre. O real motivo da nossa alegria deve ser a salvação que temos em Jesus. E com esse Jesus podemos enfrentar todas as coisas, até mesmo as situações adversas da nossa vida passageira aqui na terra.

Por isso, eu te motivo a sondar seu coração e descobrir qual têm sido o motivo da sua alegria. Talvez o inimigo tem tentado rouba-la de você, dizendo que Deus não se importa ou que não te ama pelo fato de estar passando por um deserto em sua vida neste momento. Deus se regozijará em você, com o seu amor te renovará, ele se regozijará em você com brados de alegria (Sofonias 3.17). E Ele quer que você faça dele sua maior fonte da mais verdadeira alegria e paz.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Podemos confiar: Ele reina!

Escrito por Carlos Antonio Santos

O Senhor controla o destino do mundo inteiro e por isso só Ele merce todo o louvor!
O salmista diz: "Pois o Senhor altíssimo é tremendo, ele é o rei de toda terra". Mesmo quando as coisas parecem estar fora de controle podemos confiar que ele continua reinando sobre o trono. E é ele quem sempre têm a palavra final para cada circunstância da nossa vida.

Lembra quando Jesus chegou em Betânia e seu amigo Lázaro já estava morto a quatro dias? Naquela situação, aos olhos das pessoas, tudo parecia ter escapado do controle de Jesus. As irmãs de Lázaro, Marta e Maria, disseram ao encontrá-lo:"Senhor, se tu estivesse aqui, não teria morrido meu irmão!".
Mas o mestre estava tranquilo pois ele sabia que aquele momento de dor e tristeza seria para que o seu poder fosse relevado ao mundo, "para a glória de Deus, afim de que o filho de Deus seja por ela glorificado" (João 11:4). Jesus estava no controle o tempo todo e  quando as palavras "Lázaro vem para fora" saíram de sua boca e Lázaro ressuscita diante daquela grande multidão, a luz da esperança de Deus aparece para mostrar que ele é capaz de fazer o impossível acontecer, na hora que mais o agrade.

Por isso eu o encorajo a manter firme sua fé mesmo nos momentos em que as coisas parecem estar fora do controle de Deus. Numa crise que parece interminável. Numa doença aos olhos humanos incurável. Preso em correntes inquebráveis. No momento em que todos pensam que Jesus te esqueceu. Saiba que continua reinando sobre o trono e seu reino e de justiça e equidade. E esse Rei tão grande e poderoso se importa com cada filho seu, não importa quem sejamos, ele nos ama e  sempre cuidará de nós, mesmo quando não o percebemos o seu olhar.


Que Deus te abençoe grandemente!